Mofou? Jogue fora

Mofou? Jogue fora

Nós consumidores somos orientados a sempre verificar a data de validade de todos os produtos que compramos. Essa prática simples nos auxilia a evitar alimentos que, por ventura, estejam estragados ou prestes a se tornarem impróprios para o consumo. Há uma série de microorganismos que são resistentes ao tempo e que irão se desenvolver dentro dos alimentos com o passar dos dias.

Estes microorganismos denominados fungos são conhecidos popularmente como mofos (mofo ou bolor). Eles são elementos filamentosos unicelulares e diferem de outros microorganismos por não fazerem fotossíntese como os vegetais e também diferem dos protozoários e bactérias.

Geralmente são imperceptíveis “a olho nu”. Quando o bolor é aparente nos alimentos é sinal que todo o produto já foi contaminado. Os fungos se desenvolvem em milhares de colônias que se espalham por todo o alimento deteriorando-o. Um dos problemas relacionados aos fungos é a toxina, a micotoxina, que liberam no alimento durante seu desenvolvimento que é nociva à saúde. Há diversos casos de doenças graves documentados pelo mundo.

Destaque: fungo cultivado em laboratório.

Há relatos de milhares de mortes causadas por micotoxinas na Europa, Rússia, Reino Unido, Índia, África etc. Assim, ficarmos atentos à data de embalo e prazo de validade dos produtos, bem como verificarmos cor e aparência geral de um produto são boas práticas para evitarmos o consumo de alimentos contaminados que poderão causar lesões em diversos órgãos do nosso corpo.

Para saber mais:

Micotoxinas em alimentos produzidos no Brasil – Revista Brasileira de Produtos Agroindustriais.

Microbiologia dos Alimentos – Universidade Federal de São Carlos – Centro de Ciências Agrárias